Nome:
Localização: aaacarmelitas@gmail.com, Portugal

22 de outubro de 2010

T I M O R

M I S S Ã O    C U M P R I D A

Regressado, no passado dia 16 de Outubro, da sua missão a Timor, o Revdo. Pe. Frei Rrancisco Rodrigues, O. Carm., refere, com muito agrado, o trabalho desenvolvido naquele país, dizendo que foi um tempo de uma intensa e maravilhosa experiência espiritual, apesar de fisicamente cansativa. Regressou plenamente feliz por toda a vivência que lhe foi dado experienciar.

Encontra-se, actualmente, em repouso, pensando brevemente retomar a sua actividade pastoral normal.

A todos envia um grande abraço de bem haja, por todo o contributo espiritual (e em alguns casos material), que deram para o pleno êxito da sua missão.

Pela Direcção

Augusto Castro




3 Comments:

Blogger jorge dias said...

Cada vez que desato um nó, sinto que os outros ficaram melhores. Ao ver-te regressar imagino os nós que ajudaste a desfazer. Parabéns por essa pedrada no charco e provocação que deixas em todos nós. Obrigado

22 outubro, 2010 22:35  
Blogger Rosalino Durães said...

Um dia disse-me:

O Espirito manifesta-se como quer e onde quer e vai continuar a fazê-lo.

Obrigado meu Deus por tudo!

Que Deus Seja louvado, nestas pequenas grandes coisas.

Rosalino Duraes

23 outubro, 2010 11:40  
Blogger Mariano said...

"É impossível amar as pessoas e não querer que elas conheçam a mensagem de Deus”.

Há que se levar em conta ainda o que Deus nos diz através de S.João: “Como é que vocês dizem que amam a Deus, a quem não veem, se não amam o irmão [o próximo] a quem veem?” (I João 4. 20 – transcrição não literal), e podemos considerar que essa pergunta é aplicável, também, na questão de não pregar ao próximo, sob a falsa premissa de que se deve deixar “cada um por sua conta”, o que é a evidência da falta de amor ao próximo, por não nos preocuparmos com a mais importante decisão da vida dele, ou seja a sua vida eterna na presença [ou não] de Deus; o que, também, aponta para uma postura nossa de não estarmos a contribuir para que a vontade maior de Deus, de “que nenhum se perca”, se concretize.

Que Deus abençoe o trabalho daqueles que se arriscam por amor, amor aos HOMENS, e sendo oportunos ou não, pregam, ensinam e testemunham a Palavra de Deus àqueles que ainda não tiveram um encontro pessoal com Jesus.

Obrigado Pe. Francisco

23 outubro, 2010 13:27  

Enviar um comentário

<< Home