Nome:
Localização: aaacarmelitas@gmail.com, Portugal

15 de fevereiro de 2008

COMEMORAR... O Centésimo Comentário...

Assistindo, como temos assistido, a tantos comentários ao "Um almoço muito especial", não podemos senão deixar de louvar o empenho e o interesse manifestado por todos os participantes e Louvar, de modo muito especial, o comentador (Jorge Dias) que fez o centésimo comentário nessa rubrica ou "post", como preferirem.
Louvados são todos os que, com o seu empenho, têm contribuido para o engrandecimento deste blog, os que aqui postaram comentários mais picantes, os que aqui puseram elementos que foram retirados por razões de segurança, bem como quaisquer outros que mereceram críticas pouco suaves, pois todos contribuiram, à sua maneira, para que este blog cumpra a sua função de meio de comunicação entre antigos alunos do Seminário da Ordem Carmelita em Portugal e desempenhe o papel de forum de troca de ideias. Claro que, a este nível, há sempre que respeitar o pensamento dos outros e nunca tentar impor o seu próprio pensamento, dado que as nossas ideias, são "as nossas e só as nossas" e, raramente perfilhadas por outras pessoas.
Bem hajam todos os que colaboram neste blog; continuem a partilhar este espaço, sempre com respeito pelo seu semelhante e irmão aqui neste Planeta.
São sempre todos bem vindos.
Que este blog seja sempre um elo de ligação entre antigos alunos, meio de divulgação das acções da AAACarmelitas e que os seus sócios partilhem mais este espaço e digam mais vezes de sua justiça e modo de pensar.
Nunca se deixem levar nem iludir por maneiras de pensar, próprias da velha energia do século passado, mas acolham com alegria tudo o que a "Nova Energia" deste século e milénio, vos possa trazer para a vossa realização plena e total.
"Nunca o passado interfira no vosso presente".
Até já
augusto

3 Comments:

Anonymous j dias said...

Reproduzo aqui interven�o em " Um almo�o muito especial" pra mais f�cil leitura. Pe�o deculpa da ousadia.
Palavra de honra e de carmelita, que fui e me sinto que sou, que n�o me dei conta de que era o cent�simo coment�rio. Quando me contactaram a informar-me nem accreditei... claro que me comovi. Obrigado a todos os que fizemos este comboio, obrigado a todos os que me motivaram a escrever, a meditar e a ser carmelita e carmelita contemplativo como de muitos modos tenho referido que sou, me desculpem os que n�o querem, mas cada um � o que �. Feliz, porque sei que empurrei este blog para patamares inimagin�veis h� dias; feliz pelas provoca�es de todos, mas as provoca�es "selvagens" do M�rio t�m outro sabor.Mas que formadores que eu tive que para tais respostas me prepararam. E nisto, despido dos erros, os honro e louvo nas virtudes. Bem haja para todos, todos v�s, e obrigado. Feliz no blog, feliz nos valores dos filhos, feliz na fam�lia, nas comunidades crist�s em que me envolvo e no sol e na chuva, no calor e no frio, no infinito que nos envolve e faz ser. Bem haja para todos porque Deus o d� e o tira se n�o aproveitarmos. Na felicidade do cent�simo coment�rio, a felicidade de sermos aaacarmelitas.blospot.com, p�rola,espa�o de valores. Hoje, apetecia-me assinar irm�o jorge. V� l�. j dias

16 fevereiro, 2008 00:15  
Anonymous Anónimo said...

olá amigos
Ser ou não o centésimo, pode até ser irrelevante, mas não foi por acaso que aconteceu, aconteceu porque partilhaste o teu eu connosco, e isso é que relevante, parabéns Jorge.
Rosalino Durães

01 março, 2008 19:09  
Anonymous j dias said...

Só hoje reparei neste comentário do associado e amigo Rosalino Durães. Afazeres relacionados com o reencontro da família de sangue, que a minha sobrevivência, por alturas do meu recomeço no século, quase subsistência, outra lógica ditou, só hoje leio e reparo nesta agradável congratulação. Andei por terras de França a reencontrar-me com o sangue de família e seus frutos mais viçosos, os sobrinhos. Como em aaacaarmelitas me reencontro no que me estruturou, em parte, afectiva e mentalmente, na família de famílias que os sobrinhos nos fazem me reencontro com os homens e mulheres que, realizando-se, realizam este cosmos a caminho do ponto ómega de que Teilhard de Chardin falava. E se as coisas lindas de realização que por lá fui encontrar são, por si mesmas, a coroa de um tempo de família, por outro lado, são muito mais... são mesmo a certeza de um caminhar de realização multi-facetada, num país que está a entender acelaradamente que só a integração vale e realiza. Os oásis ainda existem ou perdemos a capacidade de ver e ler a realidade? Nas sociedades democráticas vão ter tendência a desaparecer... vai tudo ficar oásis? E há alternativa?
Obrigado Rosalino... Mas neste espaço, que mais podemos fazer que partilhar? Que bom que há leitores e quem reporta!

05 março, 2008 16:45  

Enviar um comentário

<< Home