Nome:
Localização: aaacarmelitas@gmail.com, Portugal

8 de fevereiro de 2010

FALECIMENTO DA "TIA LÍDIA"

TIA LIDIA



Tia LIDIA, foi durante longos anos funcionário do Seminário, tendo demonstado sempre um grande carinho por todos os meninos que ela amava.

Aos 76 anos de idade Deus entendeu que sua missão fora cumprida.


Funeral dia 10 de Fevereiro 2009 às 15:30Horas na Igreja paroquial de Santa Leocadia de Briteiros-Guimaraes


Paz à sua alma


Lima Durães

5 Comments:

Anonymous ROSALINO DURAES said...

corrija-se a data 10/02/2010 e não 2009

08 fevereiro, 2010 20:25  
Blogger José Alberto said...

Obrigado Tia Lídia

10 fevereiro, 2010 13:22  
Blogger jorge dias said...

Desenvolvi, quase sem querer, primeiro, a partir da minha mãe e, posteriormente, a partir das lindas companheiras do outro género, que sempre me habituei a apreciar, uma cultura de leitura dos valores do outro género.Depois também sempre me fascinaram as diferenças físicas dos géneros e, já crescidote, as diferenças psicológicas! Com a companheira da minha vida, e mãe na casa, completei o quadro!

Ao contrário de muitas outras pessoas, tive na mãe da minha companheira uma amiga sem paralelo, ao nível só do que uma mãe seria!

Ao machismo sempre reagi interrogativamente bem como a esta sociedade que nos criou e que hoje é, felizmente, um pouco menos patriarcal!

Habituei-me a olhar para o lado e a verificar quem suportava o trabalho no lar, na roupa, na comida, no acordar para cuidar dos bébés, nas compras, nas lides da casa, etc...

Habituei-me a ver quem era paciente, quem suportava o insuportável, quem sofria o insofrível, habituei-me a observar o que verdadeiramente dava pontos de vantagem na comparação da intervenção dos géneros na família e na sociedade.

Podeis crer que descobri, o que provavelmente, todos sabeis. Que havia um género que ganhava mais vezes. Daí que tenha tentado integrar, na minha cultura de pai, valores que claramente não a integravam antes.

Não sei se conheci a afectuosamente chamada de tia Lídia no meu tempo de criança no Seminário! Apenas, mais tarde, julgo, quando por lá passei na qualidade de frei professo e professor.

Na minha mãe, lhe faço a mesma homenagem:
Quando em tempo idos, em Moure, Barcelos, no cemitério local, comunitariamente, celebrávamos a santidade dos nossos familiares, abeirei-me de alguns conhecidos e fiz algumas perguntas sobre a vida da minha gente nos meus tempos de criança, dado que tinha saído para o Seminário com 10 anos e jamais voltara, a não ser de férias, e desejava saber um pouco mais sobre as envolventes familiar e familiar-comunitária. Todas as respostas apontavam radicalmente para a minha mãe, como matriarca da família e a sua liderante, não obstante todas as aparentes vantagens de vanguardismo social e de referência comunitária a favor do meu pai!

Não tirarei as conclusões todas, mas cada um tirará as suas.

Com todos os que a conheceram, na tia Lídia, num tempo que vivemos empaturrados de Deus, saúdo a presença de um Deus mãe e de afectos e que naquele tempo fez toda a diferença.

Como todas as mulheres de valores que foram parte da minha vida, e que me fizeram ser e ser mais, te celebro na eternidade do amor! Estás em paz!

14 fevereiro, 2010 01:59  
Anonymous Anónimo said...

.

Lynuz, também se aplica a Tia Lidia!, desculpa o abuso.

Alma feliz…
O mistério da vida eleva-nos á realidade eterna.
Ser homem carnal é ser nada, mesmo em lealdade fraterna.
Viver a vida em espírito leal e de verdade
Conduz-nos a uma eterna realidade.

A pomba voava
Espetando seus olhos
No longínquo firmamento.
Suas asas, cansadas,
Deixavam para trás
Léguas de nada.
Levava consigo a esperança
Que amanhã era outro dia,
O dia do tudo,
E para sempre.
Não chorava a inutilidade,
Sabia que se cansada,
Se sacrificou para a verdade
Que a esperava.
E lá está….eternamente!...

LYNUZ

14 fevereiro, 2010 19:03  
Blogger jorge dias said...

Claro que se aplica à Tia Lídia! Foi mesmo escrito só para ela:
"Como todas as mulheres de valores que foram parte da minha vida, e que me fizeram ser e ser mais, te celebro na eternidade do amor! Estás em paz!"

14 fevereiro, 2010 23:15  

Enviar um comentário

<< Home